O Cobre

Os egípcios antigos, em seus hieróglifos, usavam o símbolo “Ankh” para representar o cobre. O “Ankh” é também símbolo da vida eterna, o que é apropriado para o cobre, já que ele vem sendo utilizado pelas civilizações há mais de 10.000 anos.

O poeta grego Homero, por volta de 1.000 a.C., chamou o metal de “Chalkos”. Por isso, a Era do Cobre também é conhecida como Era Calcolítica.

Mil anos depois, durante a Era Cristã, as palavras “aes Cyprium” apareceram nas escrituras romanas, referindo-se ao cobre, pois muito do metal naquela época provinha da ilha de Chipre (Cyprus). A palavra “copper” (cobre em inglês) é uma derivação do termo em latim.

A história do Cobre

Evidências arqueológicas indicam que o cobre era utilizado, há mais de 10.000 anos, na Ásia Ocidental. Durante o período Calcolítico, as sociedades descobriram como extrair e utilizar o cobre para produzir ornamentos e acessórios. Entre o 3º e o 4º Milênio a.C., o cobre era ativamente extraído da região de Huelva, na Espanha. Por volta de 2.500 a.C., a descoberta de propriedades úteis das ligas de cobre/estanho levou à Era do Bronze.

Foram encontrados documentos que mostram que o Vale de Timna, em Israel, fornecia cobre aos Faraós. Papiros do Egito Antigo revelam que o cobre era utilizado para tratar infecções e esterilizar a água. A ilha de Chipre ficou conhecida por fornecer a grande maioria do cobre utilizado pelos antigos impérios da Fenícia, Grécia e Roma.

Os gregos dos tempos de Aristóteles já eram familiarizados com o latão, mas só a partir do Império Romano de Augusto que o latão passou a ser utilizado de forma abundante. Na América do Sul, as civilizações Maia Pré-Colombiana, Asteca e Inca exploraram o cobre, assim como o ouro e a prata. Durante a Idade Média, o cobre e o bronze floresceram na China, na Índia e no Japão.

Como o mais importante elemento na história das civilizações, o cobre foi o primeiro metal minerado e manufaturado pelo homem, pois estava disponível em grandes quantidades e praticamente se encontrava na superfície do solo para extração. Além do mais, foi descoberto que o metal era apropriado para a produção de armas, ferramentas, objetos de arte e ornamentos.

A descoberta do processo necessário para extrair cobre a partir de seu minério foi um evento muito importante em nossa história, que deu início à metalurgia e preparou o terreno para o desenvolvimento de nossas grandes indústrias.

As descobertas e invenções feitas por Ampère, Faraday e Ohm, ao final dos séculos 18 e 19, impulsionaram o cobre para uma nova era. Demonstrando excelente condutibilidade elétrica e propriedades que favorecem a troca de calor, o cobre representou um papel fundamental no desenvolvimento da Revolução Industrial.

Curiosidades sobre a história do cobre:

  • Um dos famosos pergaminhos do Morto, encontrado em Israel, é feito de cobre ao invés de pele de animal.
    O pergaminho contém pistas para um tesouro ainda não descoberto;
  • Arqueólogos recuperaram um pedaço da tubulação da pirâmide de Quéops, no Egito. Após 5.000 anos, os tubos de cobre ainda estavam em condições de uso;
  • No museu da Universidade da Pensilvânia, existe uma frigideira de cobre com mais de 50 séculos de existência;
  • Quando Colombo viajou para as Américas, seus navios (Santa Maria, Pinta e Nina) possuíam camadas de cobre abaixo da linha da água. Essas camadas permitiam uma maior vida útil para o casco e protegiam contra cracas e outros tipos de bioincrustação. Atualmente, a maioria das embarcações utiliza uma tinta à base de cobre para a proteção do casco.

Propriedades físicas do cobre:

  • Maleabilidade e Ductilidade;
  • Excelente condutor elétrico;
  • Excelentes características de liga;
  • Não Magnético;
  • Nutriente essencial para a vida;
  • Resistente à Corrosão;
  • Boa Usinabilidade, quando ligado a outros elementos;
  • Conformabilidade a frio e a quente;
  • Soldabilidade;
  • Excelentes propriedades de troca de calor;
  • Durabilidade;
  • Reciclável.

Propriedades específicas do cobre:

  • Símbolo Químico:

    Cu
  • Peso atômico:

    63,55
  • Ponto de Fusão:

    1.083 ºC
  • Ponto de Ebulição:

    2.595 ºC
  • Número Atômico:

    29
  • Densidade:

    8,94 g/cm3
  • Temperatura de Recozimento:

    200-650 ºC
  • Calor específico a 20 °C:

    385 J / (kg . K)
  • Estrutura Cristalina:

    CFC (cúbica de face centrada)
  • Formatos do cobre

    O cobre é enviado aos fabricantes, na maioria dos casos, como cátodo, billet, cake ou lingote.

    Por meio de processos mecânicos de extrusão, trefilação, laminação, fusão ou então por eletrólise ou atomização, os fabricantes podem produzir fios, vergalhões, tubos, laminados, buchas, granalhas e diversos outros formatos. Esses materiais semielaborados de cobre ou de ligas de cobre são enviados para fabricantes de manufaturados, onde serão utilizados na confecção de produtos designados a atender às necessidades da sociedade.

    Ligas de Cobre

    • Atualmente, mais de 400 ligas de cobre são utilizadas no mundo todo;
    • O Latão é basicamente uma liga de cobre e zinco;
    • O Bronze é basicamente uma liga de cobre e estanho;
    • Cuproníquel é basicamente uma liga de cobre e níquel, muito importante para a manufatura moderna.

    A importância do cobre no século 20 cresceu devido à facilidade com que se liga aos outros metais. Estanho e zinco sempre foram os principais elementos de liga, mas, hoje existem muitos outros, como o alumínio, manganês, chumbo, níquel, etc., que formam ligas com propriedades físicas e mecânicas especiais.

    A importância do cobre para a saúde

    O cobre é um nutriente essencial para o organismo, sendo necessária a ingestão de 1 a 3 miligramas ao dia para a manutenção de uma dieta saudável. Sua falta pode causar doenças como a anemia profunda e problemas cardiovasculares.

    É possível ingerir o cobre por meio de uma grande variedade de alimentos frescos e pela água potável, sendo 2 miligramas de cobre por litro de água a quantidade recomendada pela Organização Mundial da Saúde. Além disso, o cobre possui ação bactericida e sua utilização nas tubulações diminui, de forma notável, a quantidade de bactérias carregadas pela água, propriedade não encontrada em outros materiais.

    Por estas razões, o cobre é utilizado nas mais diversas instalações hidráulicas, como residenciais, hospitalares e escolares, sendo recomendado para a condução de água fria, quente e sistemas de aquecimento solar.

    Canais de
    atendimento
    Recepção
    (+55) 11 4366-9777
    Vendas
    (+55) 11 4366-9799
    vendas@termomecanica.com.br
    Assistência Técnica
    (+55) 11 4366-9762
    engenharia@termomecanica.com.br
    A Termomecanica, classificada entre as maiores indústrias privadas brasileiras, é líder no setor de transformação de metais não ferrosos (cobre e suas ligas).
    Termos de uso.

    Copyright© 2018 Termomecanica - São Paulo S.A. Todos os direitos reservados.

    Acesso ao B2B TM